Marcas da Justificação

A justificação é uma Declaração Forense

A justificação é uma declaração forense/judicial de Deus Pai, que imputa a justiça de Cristo ao crente e em Cristo imputa os pecados do crente em Jesus. Deus Pai declara definitivamente aquele que tem fé em Jesus como justo, como se não tivesse pecado, portanto livre da condenação para sempre. (Rm 5.18-19)

A justificação é  um Ato Definitivo

A justificação não é um processo, mas é  um ato definitivo e irrevogável de Deus Pai no momento em que alguém crê em Jesus (Deus Filho), pelo agir regenerador do Espírito Santo (Deus Espírito) no coração da pessoa.

A justificação é Oposta da Condenação.

A justificação é oposta da condenação. É a libertação de um pecador de seus pecados pelos méritos de Cristo. Dessa forma, na justificação Deus Pai liberta um pecador, que tem fé em Jesus, da condenação, sentenciando-o como inocente para viver eternamente com Cristo. (Romanos 8.33)

A justificação é  um Ato Exclusivo de Deus Pai

A justificação é  um Ato Exclusivo  de Deus Pai, ou seja, não tem participação ou influência humana. (Romanos 3.25-26)

A justificação é Ativa e Passiva

A justificação está baseada na obediência (ativa e passiva) de Cristo à lei  e à vontade de Deus Pai. (Fp 2.7-8)

A justificação é Pela Fé em Jesus

A justificação é alcançada somente pela fé em Jesus Cristo enviado por Deus Pai para morrer no lugar do seu povo eleito. (Ef 2.8;Rm 3.28)

A justificação é Gratuita

A justificação é realizada gratuitamente por Deus, porque independente do desempenho e da quantidade de boas obras, os pecadores justificados sempre terão livre acesso ao perdão de Deus e serão filhos de Deus por consideração a Jesus Cristo. (Romanos 3.22-24)